Guilherme AquinoMercado Digital

Conheça agora as 10 melhores práticas de SEO

    Neste artigo eu vou te ensinar 10 práticas extremamente poderosas para você alavancar o SEO da sua estratégia de Marketing de Conteúdo. Tenha atenção, tome notas e acompanhe este material. Vamos lá? Aqui abaixo você acompanha os 10 itens que trago para você. Veja o resumo dos itens, prepare uma bela porção de café expresso e siga em frente. 

    1. Defina palavras-chave para SEO claras e objetivas
    2. Trabalhe Backlinks do seu site
    3. Defina uma Meta Description poderosa
    4. Use de forma adequada os Níveis de Título (famosos H1, H2, H3)
    5. Use negrito quando for pertinente
    6. Respeitar o tamanho mínimo para indexar
    7. Certifique-se da sua palavra-chave estar na URL
    8. Busque aumentar o tempo médio de leitura
    9. Configure e utilize o Google Search Console
    10. Tenha foco na experiência do usuário


    1. Defina palavras-chave para SEO claras e objetivas

    A palavra chave de um conteúdo, seja em video, áudio ou texto é sem dúvida alguma o aspecto mais importante no resultado do trabalho. Dê muita atenção para para esta etapa do seu planejamento e busque sempre aplicar as melhores práticas de SEO iniciando por aqui. 

    Para cada conteúdo produzido você deve possuir uma palavra-chave, ou seja, um termo de busca, como gostamos de denominar as palavras-chave por aqui, isso quer dizer que, cada conteúdo deve atender a alguma necessidade específica, afinal de contas nós estamos definindo termos de busca, logo, entende-se que a palavra-chave é o que fará seu conteúdo atingir o seu público-alvo desejado. 

    Em um exemplo hipotético, para uma empresa que realiza venda de ar condicionado, temos aqui alguns exemplos de palavras-chave que esta empresa poderia utilizar para produzir seu material:

    • ar condicionado;
    • Instalação de ar condicionado;
    • Ar condicionado em Minas Gerais;
    • Lojas de ar condicionado com bom preço;
    • Como realizar manutenção em ar condicionado;


    Note que as palavras-chave são, nestes exemplos termos de busca compostos por mais de uma única palavra, portanto, não confunda-se ao definir palavras-chave e lembre-se sempre de aplicar as melhores práticas de SEO definindo um ótimo termo de busca composto duas, três ou quadro palavras que sejam extremamente claros e objetivos, de modo que não reste dúvida sobre o que se espera do conteúdo que virá a seguir, ou seja, apenas ao contato com a palavra-chave do seu conteúdo qualquer pessoa deve interpretar sem dificuldade o que ela pode ou não esperar daquele material. Se o conteúdo diz respeito a ar condicionado, isto deve estar na palavra chave, se o conteúdo diz respeito as melhores práticas de SEO, isto deve estar claro na palavra chave do conteúdo. Para finalizar, vamos a duas definições relevantes sobre palavras-chave, que são os dois tipos que temos para nossos termos de busca.

    1.1 Palavra chave de cauda curta - Head Tail Keywords 

    O próprio nome já nos indica do que se trata cada um dos principais tipos de palavras chave. Uma palavra-chave Head Tail (cauda curta) é uma palavra chave composta por uma única palavra ou duas palavras como por exemplo "Programação Web". Na prática, quando usamos Head Tails estamos entrando em um campo de batalha onde a luta será difícil pois muitas outras empresas estarão lá, no mesmo campo de batalha que você, portanto utilize Head Tails apenas com uma estratégia muito forte e sólida.

    1.2 Palavra chave de cauda longa - Long Tail Keywords

    Podemos entender que uma palavra-chave é uma Long Tail quando ela possui mais de duas palavras no meso termo de busca. A sua principal vantagem é que quando produzimos um conteúdo baseado em Long Tail estamos sendo bastante específico naquilo que o usuário irá pesquisar e encontrar, portanto, a competição é menor e temos mais chances de sermos encontrados. 

    Novamente em nosso exemplo de uma hipotética empresa que vende ar condicionado podemos ter as palavras-chave:

    • HEAD TAIL - ar condicionado;
    • HEAD TAIL - Instalação de ar condicionado (artigos e preposições são ignorados);
    • LONG TAIL - Ar condicionado em Minas Gerais;
    • LONG TAIL - Lojas de ar condicionado com bom preço;
    • LONG TAIL - Como realizar manutenção em ar condicionado;


    2. Trabalhe Backlinks do seu site

    Backlinks são conhecidos como links de entrada e também inbound links que em outras e mais simples palavras, é um link em algum site que leve ao seu próprio website. Dessa forma temos backlinks quando seu perfil de rede social leva para o usuário para o seu site, quando algum outro site gera referência do seu conteúdo e insere um link para o seu website.

    Existem diversos tipos de backlinks que trazem uma abordagem bastante técnica que não é o foco das melhores práticas de SEO. Neste ponto, na sua estratégia de SEO você deve ter a consciência de que existem basicamente: Links internos do seu próprio site e links externos que são links de outros sites que levam o leitor para o seu site. 

    Seus artigos em seu blog e todo o seu conteúdo em rede social, deve sempre conter links para outros conteúdos seus, porém, ATENÇÃO, de nada adianta criar links apenas para gerar volume, é necessário criar contexto para a inserção de um link para uma outra página.

    2.1 BÔNUS: Como gerar backlinks

    Agora que você sabe como é importante utilizar backlinks, trago um bônus porquê você merece por estar com foco no seu resultado lendo este artigo e eu decidi compartilhar com você, agora, três estratégias simples e poderosas para criar backlinks de boa qualidade rapidamente para o seu conteúdo. E se pergunta "Por que criar um site para minha empresa?" Clique aqui que eu te respondo com o meu ponto de vista.

    2.1.1 Escreva um conteúdo de primeira e único

    Quando temos um conteúdo de primeira a disposição de um grande volume de pessoas, automaticamente nos tornamos referências, nos tornamos autoridade no assunto em questão. Quando você for referência no tema que compartilha, outras pessoas passam a falar, escrever, comentar e compartilhar tudo o que você gera. A partir desse momento uma infinidade de backlinks serão gerados. É um caminho que nem sempre acontece se percorre em alta velocidade, porém todos nós devemos seguir por ele.

    2.1.2 Utilize seu relacionamento, faça parcerias de conteúdo

    Outra ótima forma de gerar backlinks é buscar parceiros, outros sites, portais de notícias, guias comerciais locais e regionais, websites do mais diversos tipos, porém, sempre mantendo relação com o seu foco, ou seja, o seu público-alvo. Além da quantidade de backlinks, devemos sempre estar atentos à qualidade deles, ou seja, a relevância. Links que recebem poucos cliques não possuem tendência de serem bem qualificados o que pode até penalizar o seu ranking no google. Então esteja sempre atendo às melhores práticas de SEO.

    2.1.3 Conheça outros sites, comente sempre

    Você já ouviu falar em "ação e reação" ou então no gatilho mental da reciprocidade? Tudo aquilo que fazemos de bom para outras pessoas, em algum momento gera um efeito tão bom quanto ou ainda melhor em nossa direção, ou seja, em retribuição (o mesmo vale para tudo aquilo de ruim que fazemos também). Dessa forma quando você comentar este artigo aqui, lá embaixo, eu e nossa equipe vamos nos sentir gratos e certamente vamos retribuir a gentileza.  Então mais uma vez, gentileza gera gentileza. 

    Quando você passa a interagir em outros portais, outros sites, os próprios administradores deste site notarão você e passaram a te acompanhar e fazer o mesmo, e o mais interessante os leitores daquele canal também passarão a notar você e a seguir você e então em pouco tempo você terá uma legião de seguiremos. Ahh, não esquece de comentar lá abaixo tá?! =)

    3. Defina uma Meta Description poderosa

    A "Tag Meta Description" é algo presente em todas página bem estruturada de um website. Nesta tag deve estar registrado uma descrição daquela página, ou seja, o resumo do conteúdo que será encontrado naquela material. A Meta Description, é utilizada pelo google e por outros motores de busca, incluindo também sistemas de leitura de FEED, RSS entre outros. É por esse motivo que a sua Meta Description precisa ser poderosa.

    Quando uma busca pela sua palavra chave ser realizada no Google por exemplo, se o seu conteúdo estiver em uma boa posição de ranking, serão apresentados ao leitor, o título da sua página e a meta description. Então ambos formam a sua ferramenta de persuasão que definirão na mente do seu leitor se vale ou não a pena clicar naquele link e navegar por aquele site.

    3.1 Escreva sua tag meta description apenas a verdade

    Nunca, veja bem, NUNCA, escreva algo na em uma meta description que o leitor não irá encontrar em seu conteúdo. O texto desta tag deve ser o mais persuasivo possível e sempre deve ser muito transparente e verdadeiro. Seu objetivo é fidelizar leitores e não gerar expectativas que não são atendidas. De nada adianta aumentar seu número de cliques nas páginas de buscas do Google se ao navegar pelo seu site, seu leitor pensa unicamente em voltar ao Google para encontrar a solução do que busca. 

    3.2 Respeite o limite de 153 caracteres

    Os algoritmos do Google  estão sempre em constante mudança, cada dia estão mais poderosos e novas versão são anunciadas com certa frequência hoje as páginas indexadas exibem o total de 153 caracteres da tag meta description na página de busca. Mas não se desespere, caso seu texto passe de 153, apenas será cortado ao exibir, porém, vale ressalvar que o Google identifica aqueles sites quem estão seguindo e valorizando seu padrão.

    Está gostando deste artigo?Receba novidades em primeira mão no seu e-mail. 🤩
    Obrigado!😍🙌🏻 Vamos te deixar por dentro das princiapais tendências.
     

    4. Use de forma adequada os Níveis de Título (famosos H1, H2, H3)

    As melhores práticas de SEO trazem uma abordagem muito objetiva e não se prende em alguns aspectos técnicos, porém, alguns deles não podemos deixar passar batido. Um destes é o nível hierárquico de títulos que a marcação de texto HTML nos oferece e que esta você deve dominar. Você, provavelmente usa ou utilizou níveis hierárquicos em documentos em softwares como Word por exemplo, então, não se preocupe, pois o grau de novidade nesse quesito é certamente pequeno para você.

    Na prática, todo conteúdo possui (ou ao menos deveria) um título e vários sub-títulos para organizar, formatar seu conteúdo e guiar seu leitor por toda a experiência de leitura. Não é diferente em textos na Internet. Certifique-se de usar sempre um título e organize seu texto em subtítulos, ainda sem se preocupar com as tags HTML. Apenas ao preparar a publicação do material que você deve ter esta atenção.

    Na marcação HTML o título principal de um conteúdo é marcado pela tag H1, o subítulo de nível mais importante H2, e assim por diante até o nível H6. Em uma outra forma de explicar o uso destas tags, veja a relação aqui abaixo.

    • H1 - TÍTULO DO CONTEÚDO
    • H2 - 1. Subtítulo de nível 01
    • H3 - 1.1. Subtítulo de nível 02
    • H3 - 1.2. Subtítulo de nível 02
    • H2 - 2. Subtítulo de nível 01
    • H3 - 2.1. Subtítulo de nível 02
    • H4 - 2.1.1. Subtítulo de nível 03
    • H2 - 3. Subtítulo de nível 01
    • H3 - 3.1. Subtítulo de nível 02


    Se você ainda possuir alguma dúvida sobre a forma ideal de usar as heading tags de acordo com as melhores práticas de SEO, faça um comentário aqui neste artigo e eu, pessoalmente, vou responder a sua dúvida, ou se preferir uma resposta em video, mande um direct no perfil @aquino.ind.br

    Para fechar o item 4 que é bastante resumido e muito importante, lembre-se que você pode e deve usar quantas tags de títulos o seu conteúdo precisar, porém, saiba que a tag H1 deve conter apenas o título principal do seu conteúdo e ela não pode se repetir, ou seja, você não pode ter em seu conteúdo mais que uma tag H1, pois neste caso, Google e seus amigos vão penalizar o seu conteúdo.

    5. Use negrito quando for pertinente

    O negrito, é um recurso que não implica diretamente, ou seja, não impacta diretamente no ranking de uma página no Google. Então porque ele estaria no guia das melhores práticas de SEO? Porque o negrito impacta diretamente na forma como o leitor interage com o conteúdo e indiretamente no seu ranking de SEO. Quando usamos negrito, usamos para destacar algo que entendemos ser importante, assim temos mais uma oportunidade de prender a atenção do leitor ao conteúdo. Quando temos mais tempo do usuário temos diretamente melhores pontuações de ranking, quanto mais tempo em nosso conteúdo, maior a chance de cativarmos o usuário e fazer com que ele volte em nosso site.

    Portanto, use negrito em seu conteúdo, destaque frações do texto de forma que a leitura fique mais tranquila, com mais prazer e consequentemente com mais clareza na transmissão do conteúdo que você deseja ensinar o seu usuário. Tenha atenção também para não negrita parágrafos inteiros para não causar o efeito contrário na leitura, use negrito apenas para destacar o que é importante em um parágrafo, o restante do conteúdo mantenha o estilo padrão de texto, combinado?

    Está gostando deste artigo?Conte para a nossa equpe! ❤️
    Obrigado!😍🙌🏻 Nosso time ficará muito feliz com seu like!
    Obrigado pelo feedback!Vamos nos empenhar em melhorar nosso conteúdo!
     

    6. Respeitar o tamanho mínimo para indexar e não se limite por ele

    Este fator é muito importante e relevante dentre as melhores práticas de SEO. O Google assim como todos os outros motores de busca precisam ter critérios de avaliação de cada página da internet que estão intencionadas a aparecer em resultados de busca. 

    Pense no seguinte aspecto, um outdoor qualquer. Neste caso existe um espaço físico disponível para uso, ou seja, o outdoor é uma mídia que pode receber um determinado anúncio. O Google e demais sistemas de busca são mídias e nossos conteúdos assume o papel dos anúncios nesse momento. Portanto, temos muito mais anúncios que espaço de mídia no google, certo? É neste momento que nasce o "ranking de SEO" do Google onde cada um desses potenciais conteúdos para os espaços disponíveis e então serão selecionados aqueles com maior pontuação nos critérios de avaliação.

    Um dos critérios de avaliação do Google é o tamanho do conteúdo de um material. Outro é a qualidade do conteúdo. Estes dois pontos andam muito próximos um do outro. O Google não indexa sites com conteúdos menores que 300 palavras, isso quer dizer que se você responder a todas as dúvidas dos seus clientes em apenas 200 palavras, seu conteúdo não será facilmente encontrado por eles e então surge a necessidade de atenção quanto ao tamanho do conteúdo.

    Dê preferência para conteúdos mais longos, profundos e que gerem valor ao seu leitor. Dessa forma, seu conteúdo certamente estará muito acima do limite mínimo de palavras e com certeza você terá preparado um conteúdo com maior planejamento, mais detalhado, com informação relevante que o seu cliente ou leitor sinta-se positivamente impactado.

    7. Certifique-se da sua palavra-chave estar na URL

    Se você chegou até aqui, parabéns! Siga em frente que ainda há muito conteúdo sobre as melhores práticas de SEO. No Item 1 deste artigo, você entendeu a importância da definição clara e objetiva de palavras-chave podemos aprofundar um pouco mais. Todo conteúdo que é indexado pelo Google, ou seja, a existência deste material é do conhecimento do Google se resume basicamente uma página da internet. Cada página da internet possui um endereço, assim como nossas casas e escritórios possuem os seus. O endereço de uma página é a sua URL, o link!

    O sistema de blog que você utiliza precisa possibilitar que de alguma forma você tenha controle na forma como sua URL será "montada" A palavra-chave deste artigo é melhores práticas de SEO. Se você notar a URL da página irá perceber que há o trecho "melhores-praticas-de-seo" e assim me certifiquei que a palavra-chave esteja na URL, note também que o texto que está na URL respeita um determinado padrão, que aqui não há necessidade de mais detalhes técnicos, porém repare sempre se a sua URL possui boa legibilidade ou não.

    7.1 Entenda a importância das URLs amigáveis

    Este conceito é bastante simples de ser compreendido e muito relevante como você está percebendo, mas afinal de contas, o que é claramente uma URL amigável? É qualquer URL que possuiu fácil leitura e fácil interpretação para nós, humanos e para sistemas de busca como o Google. Quando uma URL é amigável, além dela ser mais "bonita", nós já conseguimos contextualizar o leitor logo ao exibir o link do nosso material. Para o Google este fator é extremamente relevante no posicionamento do seu conteúdo no ranking. Pra consolidar este conceito veja estes dois exemplos abaixo e esclareça qualquer dúvida:


    A primeira URL representa uma URL não amigável e a segunda representa uma url amigável e você provavelmente nem preciso deste parágrafo para identificar isto. Use URL amigável e certifique sempre que sua palavra-chave está lá.


    8. Busque aumentar o tempo médio de leitura

    Outra forma muito eficaz de aumentar o ranking do seu conteúdo no Google é aumentar o tempo que seu leitor gasta no seu site. O "Tempo de retenção" é uma métrica tratada com bastante carinho pelo Google e ela indica por exemplo conteúdos relevantes, afinal de contas nós não investimos nosso tempo em sites e páginas que não apresentam o conteúdo que esperamos, não é mesmo? Dessa forma quando o Google observa que sua página retém usuários por mais tempo que outros sites, uma boa pontuação de relevância será atribuída ao seu conteúdo.

    Uma ótima forma de aumentar este tempo, é gerando conteúdo produzido por autoridade, ou seja, conteúdo que realmente apresente ao seu leitor conhecimento, técnicas, dicas e boas práticas, assim, seu conteúdo será mais denso que a grande maioria dos outros sites e seu leitor passará mais tempo lendo seu conteúdo por dois motivos, porque o conteúdo será bom e porque seu leitor deseja aprender aquilo que você está dizendo naquelas palavras. Quer um ótimo exemplo de tempo de retenção maior devido ao bom conteúdo? este próprio artigo sobre as 10 melhores práticas de SEO que já lhe prendeu por cerca de 15 minutos por até aqui, 2500 palavras.

    Está gostando deste artigo?Receba novidades em primeira mão no seu e-mail. 🤩
    Obrigado!😍🙌🏻 Vamos te deixar por dentro das princiapais tendências.
     

    9. Configure e utilize o Google Search Console

    Um bom profissional tem boas ferramentas e usa 80% do seu tempo preparando sua ferramenta para em apenas 20% executar o trabalho e atingir o resultado desejado. Marketing de Conteúdo, não é brincadeira, É um trabalho sério, que requer recursos, requer muito tempo, requer muito dinheiro e o resultado surge a partir o médio prazo. Por isso tudo requer muito planejamento, requer usar as ferramentas certas, receber as orientações corretas e trilhar o caminho da inovação.

    O Google Search Console (link aqui) é uma ferramenta indispensável para uma boa estratégia de conteúdo. Com o Search Console devidamente configurado você receberá uma série de insights sobre seu conteúdo, como por exemplo:

    • O ranking de cada página no google
    • Palavras-chaves pelas quais seu site é encontrado
    • Número de vezes que o google exibiu seu site em uma página de busca
    • CRT - Taxa de clique (Cliques / impressões)
    • Alertas de possíveis problemas ao indexar alguma página
    • Sugestão de melhorias técnicas
    • Principais sites com backlinks
    • Seus links internos
    • Seus links externos
    • Controle de sitemap.xml


    A configuração do Google Search Console é uma atividade técnica e se você precisar de assessoria nesta etapa, conte com nosso apoio.


    10. Tenha foco na experiência do usuário

    E agora sim, chegamos na conclusão das 10 melhores práticas de SEO. A experiência do usuário no seu blog, portal ou website é um fator determinante no resultado gerado. Um site sem uma boa experiência não consegue reter usuários por muito tempo, não consegue transmitir o conteúdo de forma clara e muito menos consegue orientar e guiar a leitura do usuário até o final do conteúdo, assim mesmo, da forma como você chegou aqui. A experiência de uso do site foi determinante para você chegar até aqui.

    Certifique-se que seu site possua uma boa experiência de leitura, utilize bons tamanhos de fontes, sem exageros, organize seu conteúdo em títulos e subtítulos, faça boas imagens, e mesmo que não fiquem perfeitas, priorize produzir suas próprias imagens. Preocupe-se com o acesso mobile, não use barras laterais com banners promocionais ou qualquer outro conteúdo irrelevante que tire a atenção do leitor daquilo que é importante, o conteúdo. Mantenha sempre a leitura fluída e simples de modo que seu leitor absorva aquilo que deseja, o conteúdo, o conhecimento.

    E o café expresso? 

    É isso ai, espero que tenha aproveitado este conteúdo que foi produzido com muito carinho. Agora você está com munição suficiente para entrar no campo de batalha, minha sugestão é que a partir de agora revise seu workflow de planejamento de conteúdo levando em consideração as melhores práticas de SEO e logo em seguida faça uma revisão detalhada em tudo o que já tenha publicado para realizar qualquer adequação que seja necessária ao seu conteúdo e imediatamente em seguida, comece a produzir o seu melhor conteúdo utilizando as melhores práticas de SEO e todo esse potencial que você tem. Por fim, quando publicar seu conteúdo poste aqui no comentário e eu vou ter um prazer imenso em interagir com você no seu conteúdo.

    Gostou do artigo? Compartilhe este conhecimento com seus contatos!
    Compartilhe no whatsapp
    Compartilhe no Linkedin